O Banco da Providência é uma instituição filantrópica de utilidade pública, registrada no Conselho Municipal de Assistência Social.

Foi fundada em 1959, por Dom Hélder Câmara. Comprometido com a justiça social, Dom Hélder criou um banco para os que não têm acesso aos bancos do sistema financeiro.

Com a experiência que acumulou ao longo de mais de 50 anos desenvolvendo projetos, o Banco da Providência criou, em 2003, o Programa de Inclusão Social de Famílias com o objetivo de contribuir para a superação da pobreza extrema e foco em capacitação para a geração de trabalho e renda e acesso a direitos para jovens e adultos, priorizando 4 áreas que compõem os indicadores de desenvolvimento humano:

1) protagonismo via acesso a direitos básicos;

2) capacitação para o trabalho;

3) inserção no mercado de trabalho formal e empreendedorismo;

4) aumento da renda familiar.

Atualmente capacita para o trabalho em torno de 2.000 pessoas por ano que são oriundas de famílias que vivem em situação de pobreza extrema.

Em 2016, 62% dessas famílias superaram a pobreza extrema via trabalho.

A melhor maneira de atingir o aumento de renda para famílias chefiadas por mulheres tem se mostrado ser no projeto de Capacitação para o Empreendedorismo, em 2017 tivemos recursos para capacitar 80 pessoas.

Nossa meta para 2018 é dobrar esse número, para isso precisamos do apoio dessa campanha pois acreditamos que somente juntando esforços poderemos reduzir a desigualdade social em nosso país.

Objetivo: Capacitar, monitorar e apoiar o empreendimento de 25 mulheres moradoras de comunidades de periferia na cidade do Rio de Janeiro

Qual impacto a curto e a longo prazo?

Curto prazo: Aumento de renda familiar possibilitando a superação da pobreza extrema.

Longo prazo: Ruptura do ciclo da pobreza nas famílias apoiadas.

Apoie o negócio de uma mulher empreendedora e contribua com a redução da desigualdade social!

Depoimento Sandra Fonseca: